terça-feira, 6 de abril de 2021

Uma dúvida sobre a famosa invenção da Catedrática Elvira Fortunato que "revolucionou" o mundo

Alega a imprensa, no artigo acessível no link acima que a catedrática Elvira Fort\unato inventou o transistor de papel, e que tal descoberta alegadamente até " revoluciona o mundo", alguma imprensa (regional) muito pouco rigorosa até chega ao extremo de lhe chamar a "mãe do transistor de papel, porém uma pesquisa na base Scopus revela que o seu artigo mais citado sobre transitores em papel tem mais cinco co-autores, onde se inclui o marido da referida cientista, o catedrático Rodrigo Martins, faz por isso sentido perguntar, se como quase jurou o Expresso no ano passado, a referida catedrática esteve quase a ganhar o prémio Nobel da Física, não seria justo que os vários co-autores do artigo relativo à revolucionária invenção do transistor de papel também beneficiassem dessa distinção ? 

PS - No mínimo dos mínimos esse hipotético Nobel teria também que ser atribuido ao catedrático Rodrigo Martins, porque o seu nome aparece em nada menos do que 85% das publicações indexadas da catedrática Fortunato e também nas patentesestranhamente porém e muito injustamente a imprensa não lhe chama o "pai do transistor de papel" !